domingo, 29 de março de 2015

Sítio


"Eu amo esse lugar!" Penso olhando em volta.

 A casa velha precisava de uma nova pintura, as janela e portas de madeira estavam meio apodrecidas, mas as flores e árvores estavam perfeitas. Abaixo de mim,a grama estava alta e precisava se aparada, além disso tinham muitos carrapichos por todo o lugar.

Começo a caminhar pulando pelo pasto devido ao tamanho da grama, chego no antigo coreto e lembranças retornam para os meus pensamentos, me sento no meio e fecho os olhos relembrando de tudo. Eu me imaginava como uma princesa, e ficava rodando como se estivesse em um baile com aquela música perfeita e esperando o meu príncipe encantado chegar para me levar para o castelo dele. 


Olhar o coreto era triste, era a mesma coisa que voltar no tempo, na época em que a minha mãe ainda estava comigo, mas ao mesmo tempo me trazia felicidade, podia sentir vibrações positivas de quando eu era pequena.

Me levanto coloco os meus cotovelos no encosto, posso sentir a brisa da grama molhada, o som de animais e o perfeito pôr-do-sol que ficava atrás das enormes montanhas, era como se estivesse purificando a minha alma, tirando todas as coisas ruins da cidade. Olho para alguns cavalos que estão correndo e se divertindo, ouço o gorjeio das aves e o som de um grilo por algum lugar. 

Dou um sorriso contemplando o lindo sítio casando perfeitamente com o pôr-do-sol, logo volto pra dentro de casa.




domingo, 1 de fevereiro de 2015

Recomeçar

Oi... Nem sei como começar esse post. Há quatro meses atrás eu iria começar com um "Oi gente" com várias exclamações para mostrar como eu sou com as pessoas, mas eu tive medo, tive problemas pessoais, tive inveja, pressão e muitas outras coisas que me arrependo de ter, mas que é algo que todo ser humano tem. 

Eu estava decidida que eu havia acabado com o blog, que não iria querer sofrer com os meus sentimentos Mas uma amiga me mostrou que eu estava colocando tudo isso na minha cabeça, eu estava misturando coisas do cotidiano com o blog e acabei colocando a culpa nele e na pressão

Acho que esse texto que estava nos meus rascunhos e que escrevi há um ano atrás, me faça voltar a fazer o que eu gostava, me faça voltar para a minha fuga, "o meu universo em que posso falar, pensar e agir como eu gostaria".

Vou tentar recomeçar... "... criei o Manias de Uma Guria, não tenho em mente o que espero dele, mas acredito que será o meu "melhor amigo" para os piores momentos da minha vida." (This is Me, meu primeiro post).


Talvez seja assim mesmo a nossa vida, cheia de imperfeições e decepções. Mas não consigo imaginar o mundo com tudo perfeito em seu devido lugar, não consigo imaginar um mundo que com apenas um click seja reorganizado, talvez não agora.

É incrível como somos teimosos. Sabemos que algo vai dar errado, vamos lá, fazemos e caímos de cara no chão. Quando iremos aprender a escutar nós mesmos? ou as nossas mães? 

Queria entender porque todos os dias tem algo que nos deixam tristes, porque todos os dias, até mesmo nos alegres, ficamos com aquele sentimento  de que é o fim do mundo. Uma pessoa me disse uma vez que é impossível ficar um dia sem ter algo para te atrapalhar. Hoje posso concordar com ela.

Recomeços são os nosso objetivos, sorrisos e esperanças são as nossas armas, e a tristeza o nosso inimigo. 


(Me desculpem...)