domingo, 5 de outubro de 2014

Tag recebida: Redes Sociais + Orkut Literário

Oi gente!!!! Como vocês estão? Eu estou ótima, tirando a parte que passei mal por dois dias inteirinhos (oi ressaca!). Eu disse no último post que iria viajar para Rio das Pedras, foi super incrível, e que viagem não é inesquecível quando se está com os melhores amigos?

Enfim, eu já estou melhor (menos a minha garganta), e hoje estou trazendo pela primeira vez uma tag, quer dizer, duas tags que recebi da Ana, do blog Our Constellations, obrigada Ana ^^. Então, vamos conferir?

Tag Redes Sociais.

A tag foi criada pela Regan do vlog Faulltydevices, traduzida pela Tatiana Feltrin do vlog Tiny Little Things, e é baseada em escolher um livro para cada rede social de acordo com as suas características.


1. Twitter- um livro que você gostaria de compartilhar com todo mundo.



Extraordinário não é o tipo de livro que vai fazer você chorar litros (talvez eu tenha chorado bastante), é um livro que vai fazer você se apaixonar pelo jeito de pensar de um garoto de dez anos, e começar a levar a sério a questão do bullying de uma forma agradável e descontraída. 
Com certeza eu compartilharia esse livro com todos, seria um ótimo jeito de influenciar as pessoas a entender que a aparência não define quem realmente somos.

"Você não consegue se esconder quando nasceu para se destacar."



2. Facebook- um livro que você tenha gostado mas foi indicado por outra pessoa.


Mesmo que eu não tenha me impressionado muito, Divergente é um livro que eu gostei e que recomendo, apesar de não concordar com o futuro que é colocado. 

Tenho que agradecer a Ana, de novo, ela que me indicou a leitura, o que é algo que sempre fazemos, uma indica para a outra. ^^

"Às vezes, as pessoas só querem ser felizes, mesmo que seja de maneira irreal.".




3. Tumblr-
um livro que você tenha lido antes de ter o blog e ainda não tenha falado dele.

Sobre Eu Amo New York... Foi uma leitura tão incrível que eu viciei. Envolve moda, romance, traição e, claro, Nova York. Por mais que seja outro romance clichê, o final é de se surpreender e as loucuras que a personagem provoca são de chorar de rir.

Eu gosto muito de Eu Amo New York, pois os personagens possuem muitos defeitos, eles parecem estar do seu lado desabafando, e de uma forma descontraída. 

"Às vezes, a gente fica tão acostumada a não sentir nada, a simplesmente continuar levando a vida, que esquece como é estar muito feliz ou muito triste."


4. My Space- um livro que você não tem a intenção de reler.

Por mais que eu ame Julio Verne e tenha gostado de A Volta ao Mundo em Oitenta Dias, não tenho a intenção de reler, eu demorei um tempão para acabar o livro, estava me arrastando para chegar até o final, sem contar o número de nomes que ele fica repetindo.

"Em 80 dias? Haha, eu daria a volta ao mundo em 80 segundos!"





5. Instagram-
um livro com capa bonita.

Muitas vezes compro livros por ficar apaixonada pela capa, então foi bem complicado escolher apenas uma, já que amo todas, mas eu consegui.

Amo a capa de Álbum de Casamento, ela é fofa e resume bem o livro, que só por curiosidade vai ser a minha próxima resenha, as flores no canto superior esquerdo são incríveis e os detalhes do tecido do vestido me deixam encantada. 

E, óbvio, a história é simplesmente encantadora.

"Nessa noite,finalmente,os sonhos do garoto e os desejos do homem seriam eclipsados pela realidade da mulher.".


6. YouTube-
um livro que você queria adaptação para cinema.

Se Starters virasse um filme, eu não sei o que eu faria... Se iria chorar ou rir de felicidade, se saia correndo para comprar o primeiro ingresso ou se ficava nervosa por pensar que muitas pessoas iriam falar que é copia de Jogos Vorazes (admito que se não tivesse virado tão fã de Starters, ficaria reclamando).

É uma distopia que eu acredito que chegou mais perto de um futuro que pode acontecer, liga a mídia e a vaidade, o pobre e o rico, coisas que já estão acontecendo hoje.

"- Então, quem é você realmente, Callie, garota cheia de mistérios? - Perguntou ele. - Por que eu nunca a vi antes?
- Se tivesse visto, eu não seria um mistério.".

7. Skype- um livro que tem personagem que você gostaria de conversar.

Eu gostaria muitooo de conversar com a Fani, temos muitas coisas em comum, principalmente o amor por filmes. Eu faria tantas perguntas para ela que meu deus. 

Mas eu queria poder conhecer a Fani para ver se ela é tão legal quanto a Paula Pimenta.


"É tão estranho como uma pessoa fica diferente aos nossos olhos quando o sentimento da gente muda...".




Tag Orkut Literário

Eu nunca tive um Orkut, isso mesmo, nunca me interessei e tive vontade de fazer, até porque surgiu o Facebook, mas enfim, a tag foi criada pela Ariel, do Verão Noventa e Quatro.

1- Um personagem 100% sensual:

Finnick, de Jogos Vorazes - Em Chamas, nada a declarar sobre esse homem. Senhor!

2- Um personagem 100% divertido:

Jenny, de Eu Amo New York. A animação dela é incrível, amo ela.

3-Um personagem 100% confiável:

Charlie, de As Vantagens de Ser Invisível, ele é um amorzinho e com certeza é super confiável.

4- Um personagem para ser fã:

Callie, de Starters. O amor que ela tem pelo amigo e pelo irmão é super lindo, e eu me identifiquei com o jeito dela.

5-Um personagem pra quem eu mandaria um depoimento fofo:

Rodrigo, de Minha Vida Fora de Série, ele é fofo e merece um depoimento fofo.

6-Um personagem pra bloquear:

Soléne, de Eu Amo Paris. Eu odeio ela e ponto. Ela estragou tudo.
7-Um personagem pra add sem scrap:

Celeste, de A Seleção. Eu amo ela, desde o início eu sabia que ela seria uma pessoa boa.

8 - Um personagem que "mal conheço, mas já considero pakas":

Alex, do livro Delírio. Eu ainda não li o livro, mas enquanto folheava o livro, li algumas frases e o nome dele apareceu várias vezes, amo o nome Alex e mal conheço ele, já estou apaixonada haha.


E essas foram as tags! Não vou indicar um blog específico, vou deixar as tags livres para quem quiser fazer. Se alguém fizer, deixa o link para eu conferir ;) Beijinhos e até o próximo blog!

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Passado

Oi gente!!! Como vocês estão? Eu estou ótima, um pouco ansiosa, talvez. Essa semana está um pouco corrida, e provavelmente a próxima semana também estará. Sexta é o meu aniversário (\o/), e vou viajar com a minha turma da escola, mas é uma viagem de formatura.

Enfim, hoje estou trazendo um poema, admito que não é um dos melhores que já escrevi. 
Espero que gostem. Beijinhos ^^


Eu me lembro 
Quando te vi pela primeira vez. 
Eu me lembro 
Quando sonhei com você. 

Você estava sentado 
Em um banco solitário 
Lendo algo interessante 
Era sobre um bibliotecário.

Eu fui falar com você 
E fiquei maravilhada 
Você era o príncipe 
Que me deixou encantada 

É estranho perceber que você não está mais aqui 
Mas acredito que a vida não pode me impedir 
De ter a vontade de te ter ao meu lado 
E pensar que você não pode se redimir. 

Você não conseguiu colorir 
Minha vida que está prestes a cair 
Mas meu amor, por favor 
Fique aqui para eu pelo menos sorrir.


segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Resenha: Amor Em Jogo

Oi gente!!!

Hoje venho com a minha primeira resenha no blog, o primeiro livro que li da Bienal. Como eu disse no post dos livros que eu comprei, "Amor Em Jogo" não estava nos meus planos. Foi uma daquelas paixões que você vê e pensa "Eu preciso desse livro, agora!!". Sinceramente, foi um dos livros de romance que mais mexeu comigo, pois, além de ter o esporte que eu gosto, os personagens e o drama são muito envolventes. Enfim, vamos conferir!!

Livro: Amor Em Jogo
Autor: Simone Elkeles
Editora: Globo Livros


Sinopse:
Derek, acabou de ser expulso do colégio interno em que estuda desde que seu pai foi convocado pela marinha. As coisas vão de mal a pior quando recebe a notícia de que terá que abandonar a sua Califórnia para morar com sua madrasta, na cidadezinha natal dela. A última coisa que ele precisava agora é se envolver em mais um drama familiar.
Ashtyn se esconde atrás de uma fantasia da vida perfeita: boa aluna, a única menina - e capitã! - do time de futebol americano da escola e namorada do quarterback promissor. Longe de um conto de fadas, Ashtyn sente-se deslocada. Quer deixar tudo para trás e correr em busca de uma bolsa de estudos em uma faculdade bem longe da sua vida atual.
O encontro de Derek e Ashtyn revelará seus medos e exigirá deles toda a coragem para assumirem suas verdadeiras personalidades - e seus desejos mais secretos.
"Meus verdadeiros pensamentos são deixados de lado agora, porque, se eu os reconhecesse, iria me quebrar por dentro.".
Derek Fitzpatrick é um garoto solteiro, inconsequente, apaixonante e um total "bad boy". Ashtyn Parker é uma garota determinada que esconde debaixo de um "escudo", que é o futebol, sua insegurança, ela namora o quarterback do time, e está apaixonada. A convivência entre os dois não é uma das melhores, já que desde o encontro deles, já estão discutindo.

"Amor em Jogo", é um desses livros que você lê e não sabe se ri, chora ou discute com o livro, e que apesar de ser uma história típica dos E.U.A., é bem marcante e viciante. A leitura é super fácil e contagiante, os capítulos se alternam entre o Derek e a Ashtyn, além disso, mesmo que você saiba como tudo vai acabar, você continua lendo, querendo saber mais.

"No meu sono, digo a mim mesma que faço qualquer coisa para mantê-lo aqui comigo.
- Não me deixe - murmuro no peito dele, tremendo descontroladamente.
- Não vou deixar. - Os braços dele me envolvem, e eu me sinto segura..."
A única coisa que não gostei do livro foi a insegurança da Ashtyn, o resto eu simplesmente amei. Posso dizer que foi um dos livros de romance que mais gostei até agora, pois além de envolver o romance, envolve também o relacionamento entre a família, o preconceito, a insegurança, e o drama pessoal e não é um livro do Nicholas Sparks.

Recomendo esse livro para quem gosta de leituras leves, pode ter certeza que sorrisos já estão garantidos!

"Não quero ser imprevisível. Imprevisível é impulsivo e perigoso. O imprevisível nos traz o desconhecido.".

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Saudades


É estranho andar por essa infinita rua sem ter a sua mão para segurar, sem ter alguém do meu lado que pode me abraçar a qualquer momento, ou me pegar desprevenida na fila do Starbucks. É estranho como o mundo fica vazio sem ter alguém no nosso lado, alguém que pode nos fazer sorrir e ao mesmo tempo chorar.

Saudades.

Essa é a palavra certa. Eu sinto a falta dele, das mãos macias e quentes enquanto me guiam pela rua fria da manhã. Sinto falta de seus beijos quando acordo e o vejo do meu lado com a feição de um anjo. Sinto falta dos nossos sorrisos e piadas que hoje não fazem mais sentido.

Sinto falta de VOCÊ.


domingo, 31 de agosto de 2014

Bienal do livro 2014: Livros

Oi gente!!!



Sexta fui para a Bienal, como eu disse no último post. Não tenho muita coisa para falar, além de que a Bienal estava super incrível. Segundo a minha amiga do blog Diary Of A Dreamer, a Bienal não estava tão cheia quanto o dia que ela foi, mas estava complicado de andar e entrar nas editoras mais populares. Para ter uma noção, a Intrínseca tinha fila para entrar.

Enfim, comprei cinco livros, mais do que o esperado, já que era para ter sido três ou quatro. Mas eu só comprei porque estavam na promoção e baratos. Tive que ser cautelosa com o meu dinheiro, pois não queria passar fome depois  mas fiquei bem feliz com o resultado. 

P.S. Acho que peguei um pouco de marcador.

Mas vamos parar de enrolar e vamos conferir os livros que eu comprei.



Livro: Quem é você, Alasca?
Autor: John Green
Editora: WMF Martins Fontes

Consegui comprar um dos livros que eu tanto queria, na verdade, só comprei porque estava na promoção, mas foi uma ótima compra.

"O primeiro amigo
A primeira garota
As últimas palavras.".





Livro: Se Eu Ficar
Autor: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito

Não estava nos meus planos comprar o livro Se Eu Ficar, mas me lembrei que o filme lançaria em breve e resolvi comprar e ler. Como chorei assistindo o trailer, tenho certeza que será um livro que vai me emocionar.

"Às vezes você faz escolhas na vida, e às vezes as escolhas fazem você. Essa é a beleza das coisas.".


Livro: Delírio
Autor: Lauren Oliver
Editora: Intrínseca

Delírio era um dos livros que eu estava doida para ler, uma amiga minha que me recomendou, e eu me apaixonei na hora. Eu quase surtei na stand porquê comecei a ver pessoas com o marcador de A Culpa é Das Estrelas e eu não achava, a minha amiga que me salvou e pegou para mim.

"Achavam que amar era algo sublime. Mas isso foi antes de encontrarem a cura.".


Livro: Como Viver Eternamente
Autor: Sally Nicholls
Editora: Geração

Esse livro me chamou atenção pela capa, mas na hora que a moça veio me falar que a história era bem parecida com a de A Culpa É Das Estrelas, eu não resisti, tive que comprar, e o preço estava ótimo. Não é todo o dias que encontramos livros assim.

"Algumas coisas são perfeitas do início ao fim.".



Livro: Amor em Jogo
Autor: Simone Elkeles
Editora: Globo Livros

Esse é outro livro que não estava nos meus planos. Entrei na stand da Globo para pegar marcador, mas acabei dando de cara com esse livro. Simplesmente me apaixonei pela história e pelo preço hehe, tive que levar e não me decepciono.

"Sabe aquelas fases da vida em que tudo parece dar errado? Derek e Ashtyn sabem muito bem como é isso.".



Pôster: Jogos Vorazes

Além dos livros, comprei esse pôster gigante, que na verdade são dois. Não estava nos meus planos, mas como não acho o pôster do primeiro filme há séculos, não resisti e acabei comprando.










Então são esses livros. Eu conheci duas autoras super fofas, não pude comprar os livros, mas tirei  foto com elas, infelizmente estão no meu celular que esta sem bateria. Mas espero que tenham gostado, quem sabe não trago resenhas desses livros, claro quando eu acabar de ler, mas,novamente, espero que tenham gostado do post. Beijos.


quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Bienal do Livro 2014

Oi gente!!!

Sim, eu sumi, mas por uma boa causa. Enfim, voltei e vim falar um pouco sobre a Bienal do Livro 2014, na qual vou amanhã.


Minha intenção era ter postado isso aqui na segunda ou terça, mas como tive prova na quarta, acabei me atrapalhando e me "excluindo" de redes sociais e aparelhos eletrônicos, portanto aqui estou eu, deveria estar arrumando minha mochila e todas as outras coisas para ir amanhã, mas como sou teimosa, resolvi deixar um pequeno post rápido.

Bom, eu quero comprar, principalmente, os livros do John Green que eu não tenho (Quem é você Alasca, Will e Will, Teorema Katherine), mas como irei viajar em setembro, minha mãe não vai deixar comprar todos os livros que eu quero, então na hora, vou resolver quais vou comprar, a indecisão está grande.


Quero muito comprar algum livro da Bruna Vieira, não tive a oportunidade de ler nenhum até agora, mas fiquei sabendo que a editora Arqueiro está em promoção, e sempre é bom comprar livros do Nicholas Sparks.

Enfim, eu realmente não me decidi, e minha mãe também não me disse o total de dinheiro que vai me dar, é claro que não vou surtar e querer comprar todos os livros que eu ver pela frente, ta... talvez um pouco, mas terei que me controlar. O mais legal da Bienal é que você encontra livros ÓTIMOS por R$10,00 , e que leitor não pira quando vê uma promoção?

Bom gente, era mais para falar isso e que em breve irei fazer um post sobre os livros que comprei na Bienal, talvez sejam apenas três ou quatro, mas eu tenho que concordar com a minha mãe, daqui a pouco vou falir ela de tanto que eu gasto.



Espero que tenham gostado, (se ficou meio ruim é porque estou escrevendo na louca). Beijos.

sábado, 16 de agosto de 2014

You are worth it


Acho que toda garota deveria se sentir motivada ou ser elogiada,toda garota deveria acordar, se olhar no espelho e acreditar em si mesma. Sabe, a vida é perfeita do jeito que tem que ser, não importa o seu tipo de corpo, altura ou se você tem algum defeito, o que importa é a confiança que você transmite para si mesma.

Não adianta você se olhar e acreditar na franqueza do espelho, porque ele não mostra quem você realmente é, ele não mostra do que você é capaz, ou o que você já enfrentou nessa vida difícil e amarga. Eu sei que é difícil, sei como é ter vontade de desistir de tudo, ou se sentir desmotivada, mas é enfrentando tudo com a cabeça erguida que conseguimos nos manter em pé. 


A vida é boa e não perfeita. A vida é difícil e não impossível. Você importa e não é uma pessoa qualquer. Você é muito mais do que um rostinho com maquiagem, é mais do que um corpo com roupas de grife, você é muito mais do que os seus próprios erros.

Entenda, você merece ser elogiada todos os dias, merece ser respeitada mesmo com seus erros, você não precisa de nada para ser perfeita, porque assim como a vida, você vale a pena. Você não é uma pedra, que atrapalha todo o caminho, você não é um desperdício, dentro de uma sala, você não é uma cópia para ser substituída, você não é a sua dor, nem mesmo é o seu passado

Por trás desse rostinho, sei que tem uma garota com vontade de gritar e expor seus sentimentos, tem uma garota que já passou por milhares de coisas, que tem cicatrizes que nunca irão atrapalha-la, uma garota que sente que ninguém a apoia. Mas eu sei que tem uma garota que sempre irá lutar pelo o que quer, e que mesmo com tudo isso, vai continuar de cabeça erguida, sem deixar que os outros a dominem.



quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Sentimentos


É incrível como a vontade fala mais alto. Nunca gostei de ser observada, muito menos de chamar a atenção, mas só hoje eu queria que você olhasse para mim, que você desse por falta de mim. Mas não. Você apenas deu por falta dela.

Eu só queria um olhar, um sorriso, até mesmo um suspiro, mas queria que fosse pela garota que você menos da por falta. Eu. O que eu preciso fazer para que você me olhe? O que falta em mim? É o meu cabelo? As minhas roupas? O meu jeito de ser? Porque você não pode simplesmente desviar o olhar dela e fixa-lo em mim?

Existem tantas pessoas nessa sala, tantas pessoas que eu posso muito bem conhecer e olhar, tantas pessoas que podem estar me olhando, mas é impossível com você tão próximo a mim, tão próximo mas tão longe ao mesmo tempo.

Acho que ninguém sabe disso, nem mesmo a minha melhor amiga. Ninguém sabe como é sentir as bochechas ficarem vermelhas quando você fala, ou se sentir arrepiada quando você passa. Ninguém sabe o tamanho do sentimento que tenho por você.

Um sentimento grande, porém não correspondido.


quarta-feira, 30 de julho de 2014

Esquecer


Qualquer esquecer é temporário, você pode esquecer de fazer uma lição, esquecer de fazer aquilo que a sua mãe mandou, você pode esquecer até de colocar a roupa para lavar. Mas uma hora ou outra, você vai acabar lembrando que esqueceu. Vai dar por falta, vai voltar para buscar. Por isso, acredito que esquecer alguém talvez não seja possível, nunca vai acontecer.

Você pode esquecer durante uma conversa, ou quando está assistindo um filme, você pode esquecer quando está beijando outra pessoa... Mas depois, minutos, horas ou anos depois, alguma coisa vai te fazer lembrar. A vontade pode diminuir, as piadas que antes pareciam hilárias, podem não fazer mais sentido. A saudade pode desaparecer como se nunca tivesse existido.

Esquecer? Não da. Não se pode esquecer o que já conheceu, já sentiu ou gostou. Entendem o que quero dizer? Todo esquecer é temporário, ele só dura até lembrar outra vez.



quarta-feira, 23 de julho de 2014

Amor


Encostei minha cabeça na dele, senti nossas mãos se entrelaçarem e suspirei. Se eu pudesse eternizar um momento da minha vida, seria aquele. O seu toque era tão doce e terno, era um gesto tão simples, mas com tantos significados, era um sentimento único mas inevitável. Percebi que ficaria viciada nele, que minha vida se resumiria nisso, e que cada segundo sem ele na minha vida seria cada segundo mais próximo da morte. 

Ele me olhou profundamente, era como se algo estivesse entrando no meu coração, mas algo bom.

-Você sabe que eu te amo, não é? -Ele sussurrou no meu ouvido me fazendo sentir um arrepio.

-Sempre soube. -Falo me aproximando e dando um beijo doce e calmo.

Todos os nossos sentimentos se passaram pelo beijo, desde os nossos medos, até os nossos sonhos e desejos. Comecei a imaginar um futuro só nosso, e que em algum dia seria completado por mais pessoas, imaginei um casamento, filhos, contas para pagar, felicidade, responsabilidade, mas acima de tudo o amor.



sábado, 12 de julho de 2014

Ponte


Caminho pela rua larga porém, para mim, estreita. Meu sapato faz barulho quando ando, mas essa calçada deformada e mal feita não contribui. Era horrível. Tudo o que eu olhava me desanimava, cada lugar da cidade me lembrava de momentos que tive com ele. 


Era como se eu não conseguisse respirar de tanto que meu pulmões doíam. Tinha chorado por um mês, mas justo hoje resolvi sair, justo hoje quis me lembrar do nosso momento naquela ponte, na verdade, acabar com tudo. As palavras dele rodeavam todos os cantos dos meus pensamentos, sua feição e seus olhos pareciam me condenar, mas tudo aquilo ainda não tinha sido jogado nas águas.


Deixei uma carta no correio para ele, disse todas as promessas que fizemos, mas que finalmente seriam jogadas. Eu o amo. Ele me ama. Mas chega uma hora que tudo volta a ser aquela folha branca, o papel que tinha uma vida escrita e desenhada, hoje não passa de um monte de trapos rasgados e jogados no lixo. 

Olho a ponte, lágrimas pesadas e quentes escorrem pelo meu rosto, é incrível como tudo parece negro, como a vontade de desistir é grande e como todas as coisas que ele disse não significam nada. Ele prometeu que ficaria comigo todos os dias, que cuidaria de mim e me confortaria quando eu precisasse. Prometeu que quando eu sentisse dor me faria rir e sentir apenas felicidade. Mas não foi isso. Ele apenas me deu dor.


Respiro fundo olhando o rio, minha vontade é de ir até a sua casa pra tentar me redimir, mas eu quero acabar com tudo isso. Tenho que ser forte e acabar. Subo no parapeito da ponte e olho novamente o rio que parece furioso ou com vontade de me acolher. 

Pulo e a partir dai só Deus sabe o que vai acontecer. Pela correnteza serei levada. Mas nela, deixo toda a minha decepção, toda a minha fúria por uma pessoa que parecia, mas que jamais me amou.


segunda-feira, 7 de julho de 2014

This Is Me

Textinhos... Essa é a minha fuga, o meu universo em que posso falar, pensar e agir como eu gostaria. É o único jeito que posso expressar os meus sentimentos. Meus textos são como um portal, quando começo posso estar em Nova York, e quando acabo posso estar no sítio da minha avó.

Meu nome é Yasmin, mas podem me chamar de Yas, tenho 13 anos, mas posso dizer que aparento ter menos. Admito que sou viciada em música, e não consigo ver um mundo sem ela, mas não existe nada que eu ame mais do que livros.

Criei o meu primeiro blog quando era bem pequenininha, e há quatro meses atrás criei um novo. Infelizmente Não estive me sentindo bem, portanto, criei o Manias de Uma Guria, não tenho em mente o que espero dele, mas acredito que será o meu "melhor amigo" para os piores momentos da minha vida.

Pode ser que eu acrescente algumas coisas com o tempo, e que eu vá mudando meu estilo, mas não se preocupem, eu escrevo conforme os meus sentimentos, e muitos deles é porque eu acabei de ler um livro, ou porque fui mal em algo, nada tão dramático, mas é isso que me dá inspiração.

Espero conseguir encontrar o que procuro e, ao mesmo tempo, espero que gostem dos meus textinhos.

"E de repente algo inesperado passa a ser o motivo do seu sorriso.".